Muffins de morangos e mirtilos - Vegan

Sempre adorei ir a restaurantes vegetarianos, orientais ou simplesmente diferentes. Algum tempo conheci uma pessoa verdadeiramente Vegan que me explicou um pouco sobre a sua alimentação (eu confesso que é preciso ter mesmo MUITA coragem para deixar de comer um queijinho, molhar o miolo do pão num ovinho estrelado ou comer um peixe grelhado) Mas enganei-me, muitas são as pessoas que adoptaram este estilo de vida e alimentam-se tão bem ou até melhor do que nós. A Marmita ainda está longe de ser Vegan mas como adora oferecer bolinhos aos amigos, aqui vai a receita.

Ingredientes:
170 grs de farinha
2 colheres de chá de fermento Royal em pó
100 grs de açúcar baunilhado
3 morangos grandes
160 grs de mirtilos
100 grs de margarina 100% vegetal (cuidado há muitas por aí que não são, ver rótulo)
2 colheres de sopa de maisena
10 colheres de sopa de água

Na batedeira/processador colocar o açúcar com a manteiga (derretida 5 seg. no microondas), juntar a farinha peneirada com o fermento, a farinha maisena e no final a água pouco a pouco. Por fim colocar os mirtilos e os morangos cortados em pedaços pequenos e mexer tudo com muito cuidado, deixar alguns pedaços para colocar por cima e levar ao forno em formas para muffins durante 25 min e mais 8 min só na grelha de cima para ficarem mais tostadinhos.

Ficaram muito bons, apenas notei que se esfarelavam um pouco, alguma dica da vossa parte para isso não voltar acontecer?



Salada de Bacalhau

Todos os anos tenho de ter um manjerico, acho que já faz parte de uma tradição de família. Dizem que fica óptimo na comida, mas do que eu gosto mesmo é de o ter num vaso e ir lá cheirar todos os dias (com a mão, claro!) . Hoje, acompanhar o meu manjerico acabadinho de chegar trago uma salada de bacalhau bem fresca.



Ingredientes:
2 postas de bacalhau
1 courgette
1/4 de couve lombarda
1 dente de alho
coentros q.b.
1/2 cacho de uvas
sal
vinagrete (vinagre balsâmico, azeite,
sementes de sésamo, pimenta e orégãos)

Cozer as postas do bacalhau com uma pitada de sal, tirar as espinhas, as peles e reservar. Cortar a couve lombarda e a courgette muito fininhas e adicionar ao bacalhau com o alho e os coentros a gosto, temperar com o vinagrete e vereficar o sal, juntar as uvas cortadas em quatro antes de servir.

Fica uma refeição muito fresca com cheirinho as festas de verão que não tardam em chegar.



Granizado de morango e menta














Sei que para a maior parte das pessoas o granizado não passa de um monte de gelo cheio de corantes e é, sei bem que o é! Mas gosto tanto :) Faz-me lembrar o verão, as festas, a praia e custa-me tanto passar por uma daquelas maquinetas que estao sempre a girar cheias de gelo, com cores vibrantes e não comprar um granizado, já provei muitos sabores e alguns uma verdadeira desilusão. Por isso aqui vai a minha versão sem corantes, ficou muito melhor que o último que por aqui deixei (que acabou por ser mais gelado do que granizado) acho que ajuda ter uma boa liquidificadora, espero que gostem.


Ingredientes: (2 copos)
10 morangos maduros
8 folhas de menta
2 colheres de sopa de açúcar baunilhado
1 chav. de água
1 colher de sopa de limão
1 pitada de sal
gelo (usei 1 saco de congelação)

Começar por lavar e amanhar os morangos, colocar num tacho ao lume com as folhas de menta, o sumo do limão, a pitada de sal, a água e o açúcar. Deixar ferver pelo menos durante 10 minutos e com ajuda de um garfo ir esmagando os morangos para extraírem o sumo mais facilmente, retirar do lume e deixar arrefecer por completo. Retirar as folhas de menta e por um passador extrair o sumo dos morangos (para quem não gostar de mandar nada fora, pode aproveitar os morangos que ficaram no coador para um topping de gelado ou uma sobremesa). Na liquidificadora colocar o gelo deixar que pique muito bem e de seguida basta colocar o gelo nos copos e regar com o sumo.

Só de estar a escrever a receita acho que já bebia outro granizado, pois já!



"Coulant" de Chocolate







Hoje trago uma tentação porque a vida é tão curta, que de vez enquando temos que pecar e hoje foi o meu dia!  Receita retirada do livro Ingrediente Secreto do Henrique Sá Pessoa.

Ingredientes: (2 pessoas)
50grs de chocolate negro (usei de leite)
50grs de manteiga sem sal
60grs de farinha sem fermento
60grs de açúcar mascavado escuro
1 ovo inteiro
1 gema de ovo

Derreter a manteiga  e o chocolate num tacho pequeno e ir mexendo muito bem até ambas ficarem ligadas. Incorpore bem os ovos com o açúcar numa taça e adicione o chocolate ainda quente sem deixar de mexer.

Coloque o preparado em duas formas previamente untadas com manteiga e polvilhadas com chocolate em pó e leve ao forno a 190º, durante cerca de 10 a 12 minutos, eu levei 15 e acho que ficou bom.


Retire da forma e sirva de imediato, o Sá Pessoa diz que pode ser com um gelado de baunilha mas eu apenas polvilhei com açúcar em pó baunilhado e lascas de chocolate de leite.




Tofu com agriões e um convite para jantar


Como já é habitual hoje trago mais um convidado para jantar. Desta vez na edição Abril/Maio da nossa Anasbageri, quem convida é a Receitas do Menu verde, um blogue que está cheio de boas sugestões vegetarianas.

Nesta edição o jantar será oferecido a Realizadores de Cinema. Assim que li o novo tema na minha cabeça surgiram tantos nomes que, por segundos, tive de me sentar e reflectir no que realmente gosto. Porque são tantos filmes que adoro e mais uns quantos que vou adorar até ao final da vida de certeza: Uns pelo argumento; outros pelas interpretações dos actores; outros pelo final e etc. Depois cheguei à conclusão que existe um realizador do qual eu não consigo meter qualquer defeito, porque tudo o que este senhor "toca" para mim é arte.

Hoje, jantei com Alejandro González Iñárritu. Para quem não conhece este realizador nasceu no México em 1963, onde estudou Realização de Cinema e Teatro, tornou-se em 1990, um dos mais jovens produtores da televisão mexicana. A sua primeira média-metragem, “Detrás del dinero” foi produzida em 1995. Mas foi o filme “Amores Perros” que se tornou um grande sucesso aquando o seu lançamento no Festival de Cinema de Cannes, tendo sido nomeado para um Óscar de melhor filme estrangeiro e depois disso, vieram e virão muitos mais. Filmografia aqui.

Como já disse anteriormente, tudo o que ele realiza para mim é perfeito, todos os pormenores fazem sentido nos filmes: a banda sonora; a luz utilizada em cada filme; a fotografia; os actores, tudo, tudo e tudo! Se nunca tiveram oportunidade de ver a obra deste senhor, e se gostam de filmes com temas fortes que vos vão fazer pensar na vida? Vejam pelo menos estes três: Amores Perros, 21 Grams e Biutiful, são para mim, os mais marcantes da carreira deste realizador e com ele trazem uma das melhores interpretações dos meus actores preferidos: Benicio del Toro, Gael Garcia Bernal e Javier Barbem.

O jantar foi servido, ao som da banda sonora do filme 21 gramas, que eu ouvi vezes sem conta depois de ter visto o filme pela primeira vez. Falámos dos filmes, da escolha dos actores, do que o levou a gravar determinada cena, da escolha dos países onde grava, das cores, da banda sonora escolhida... conversa não faltou no nosso jantar. No final, aposto que ele se ia render à nossa cultura e o próximo filme poderia ser rodado nas misteriosas ruas de Alfama ou na zona ribeirinha do Porto. OK, isto já só eu a sonhar demais! :)

A pedido do blog anfitrião a receita devia ser sem carne, sem e peixe e com muito verde, por isso aqui deixo a minha proposta.


Ingredientes:
350 grs de tofu
3 chav. de folhas de agrião fresco
10 ramas de cebolinho
2 colheres de sopa de azeite
3 colheres de sopa de água
sal, pimenta e mostarda de moer, cravinho em pó q.b.
sementes de sesamo brancas tostadas e pretas q.b.
4 folhas de endívias

Comece por tirar o excesso de água do tofu, pressionando um pouco, eu fiz a técnica deste vídeo, mas acho que me excedi nos livros e acabou por ficar sem a forma de rectângulo :). Depois de seco, esfarelei o tofu e levei a uma frigideira anti aderente sem qualquer gordura e salteei uns minutos até começar a ficar douradinho, temperei com pimenta, mostarda, o cravinho em pó e reservei.

Numa liquidificadora/processador colocar o agrião com o azeite, o sal, o cebolinho e as colheres de água. Processar tudo muito bem até obter um liquido tipo néctar, verificar o tempero e levar ao lume médio/baixo uns 2 minutos junto ao tofu, se notar que fica muito seco pode colocar mais umas colheres de água.

Servi o tofu em umas folhas de endívia, com umas Para beber uma água aromática com hortelã, pepino, limão e mirtilos.


Antes de me ir embora deixo também este anuncio assinado por ele, que descobri agora.

Batatas com "surpresa"


Hoje trago umas simples batatas ao forno com peito de frango e grelos, espero que gostem.

Ingredientes:
2 peitos de frango
3 batatas grandes
1/2 molho de grelos de couve
1/4 de cebola
2 dentes de alho
1 colher de sobremesa de molho de soja light
1 colher de sobremesa de cravinho em pó
1/2 chav. de azeite aromatizado de coentros
sal, pimenta de moer
sal fino q.b.

Comece por arranjar os grelos e cozer numa panela com água e sal. Depois de cozidos, escoar e reservar a água.

Cortar as batatas bem finas com ajuda do processador ou de uma faca bem afiada e colocar as batatas numa tigela com água e gelo, até irem para o forno.

Numa panela com água a ferver, sal, 1 dente de alho e 1 fio de azeite colocar o peito de frango sem a pele e gordura, deixar uns 5 minutos a ferver até ficar praticamente cozido. Depois de cozido desfiar e saltear numa frigideira com um fio de azeite aromatizado e a cebola cortada em rodelas finas, acrescentar o cravinho, o molho de soja e se virem que fica muito seco acrescentar 3 colheres de sopa da água dos grelos. Temperar com sal, pimenta e colocar num pírex próprio para ir ao forno. Juntar também os grelos com 1 dente de alho e 2 colheres de sopa de azeite aromatizado por cima. Coloque as batatas por camadas alternando com pinceladas do azeite aromatizado e sal fino e coloque no forno a 220º aproximadamente 35 min. ou até as batatas ficarem douradas e cozidas.


Azeite aromatizado:
80 ml de azeite caseiro
1 dente de alho
10 ramas de coentros moídos do almofariz
1 colher de sobremesa de raspas de 1 limão
sal, pimenta
1 colher de sobremesa de vinagre balsâmico em creme.

Misturar os ingredientes todos num almofariz, guardar num frasco para usar quando precisar. Eu fiz uma porção pequena, e acabei por apenas user nesta receita e em mais 2 refeições.

Mini panquecas de maçã


Hoje trago umas maçãs, sei que esta fruta é adorada por praticamente todas as pessoas, mas eu com uma fruteira cheia de fruta à minha frente a maçã seria sem qualquer dúvida a minha última escolha, apesar de até gostar. O meu coração bate mais forte pelas bananas, laranjas, pessegos ou morangos por isso deixo uma dica para quem "sofre" do mesmo mal que eu.

Ingredientes: (2 pessoas)
2 maçãs granny smith
1/2 colher de sopa de sumo de limão
2 colheres de sopa de farinha sem fermento
1/3 colher de sopa de açúcar mascavado
1/4 colher de sopa de fermento em pó para bolos
1 ovo
1 pitada de canela em pó
1 iogurte grego açucarado



Descascar as maçãs e partir em quatro, com o ralador ou o processador ralar e de seguida regar com o sumo de limão. Numa tigela juntar todos os ingredientes muito bem e levar á frigideira com um pouco de manteiga para não se agarrar, deixar uns 3 minutos apenas (um pouco como os crepes), aconselho a quando cada utilização limpar o fundo da frigideira com um papel de cozinha que é para não ficarem tão escuras como as minhas :). Eu usei a farinha custard apenas porque tenho uma embalagem a acabar o prazo daqui a uns meses e se há coisa que odeio é mandar coisas fora, mas usem antes farinha de trigo para não ficarem tão amarelas e podem servir com iogurte e um pouco de canela por cima.