Chocos grelhados

A Marmita vai de férias, mas antes deixa um molusco grelhado como sugestão. Este choco foi pescado por um colega do meu marido na margem sul porque sim, a margem sul tem coisas muito boas ao contrario do que muita gente pensa :) Fiz um molho acompanhar um pouco dentro do género do molho à espanhola mas com um toque "amarmitado".





Ingredientes: (2 pessoas)
2 chocos sem tinta
1 chalotas
1 dente de alho
2 colheres de sopa de azeite
2 colheres de sobremesa de vinagre balsâmico em creme
1/5 de um pimento vermelho
10 ramas de cebolinho pequeno
sal, pimenta de moer

Limpar os chocos, retirar a tinta, abrir ao meio e grelhar apenas com um pouco de sal e pimenta. Enquanto estão a grelhar preparar o molho com um dente de alho partido em pedaços pequenos e a chalota também, de seguida partir o pimento e colocar o azeite, temperar com um pouco de sal e pimenta, o cebolinho e por fim o vinagre balsâmico mexer tudo muito bem e colocar no choco acabado de grelhar e cortado em pedaços pequenos, fica um molho muito saboroso e fresco para esta altura do ano.

Acompanhei o choco com feijão-verde cozido com um fio de azeite 2 ramos de tomilho e um dente de alho e uma salada de rúcula com sementes de abóbora. Este molho serviu o para temperar tudo no prato :)
Antes de ir descansar por uns dias, não queria deixar de fazer um agradecimento especial à Cabra Palhais por ter escolhido a minha receita como vencedora e de me contemplar com este fantástico prémio que chegou na passada sexta feira a minha casa e que com muita pena minha não pode vir de férias  :) E também quero agradecer à minha querida amiga Sophia (a quem não escapa desafios, promoções, novos restaurantes, blogs lindos, saldos e dezenas de emails diários) por me alertar para o concurso em questão, sou uma sortuda em tudo!

Até breve...

Costeletas de borrego grelhadas

Ingredientes: (2 pessoas)
6 costeletas borrego
10 talos de espargos
2 colheres de sopa de Vaqueiro Sabores ideal aves (com tomilho, limão e alho)
2 colher de sopa de água
1/2 colher de sobremesa de Mostarda L'Ancienne
sal, pimenta de moer q.b.
cebolinho q.b.

Grelhar as costeletas com uma pitada de sal e pimenta, num tacho colocar a vaqueiro e deixar derreter 1 minuto, cortar os espargos em pedaços pequenos e saltear ligeiramente na manteiga. Colocar a mostarda e de seguida a água para não pegar. Temperar com sal, pimenta e a finalizar com o cebolinho cortado em pedaços pequenos, segundos antes de desligar.


Acompanhei as costeletas com um arroz aromatizado com o
azeite especial e umas folhas de manjericão fresco.



Não queria acabar este post sem deixar de agradecer à
Vaqueiro, pelo convite para o curso realizado a passada semana na Academia dos Sabores e ao chef  Pedro Marques pelas dicas.



Esparguete com amêijoa e um convite para jantar

Como boa Portuguesa que sou, cá estou eu a participar no "Convite para jantar"  da nossa Ana mesmo no último dia :)

Desta vez o tema lançado pertenceu ao Reino da Prússia - “Mentes brilhantes”. Decidi convidar um Português, porque na minha opinião nós até podemos ser "pequeninos" em muita coisa mas na comédia somos grandes, temos grandes escritores e actores no nosso país. Para mim o grande génio é sem dúvida o Nuno Markl. Sempre adorei o seu trabalho, já sigo à algum tempo pela rádio e como escritor  humorístico e este senhor está cada vez melhor. Ainda à umas semanas atrás  fui ver o seu mais recente espectáculo Como desenhar mulheres, motas e cavalosaconselho toda a gente a ir ver, é genial! Quem conhece o trabalho do Nuno sabe a adoração que ele tem por amêijoas à Bolhão Pato por isso, mal de mim que o meu jantar não tivesse amêijoas.

E o jantar foi servido, um esparguete de amêijoas com toque à Jamie Oliver e boa disposição à mistura porque se há pessoa que tem o dom de fazer rir  é o Nuno Markl para mim, uma verdadeira mente brilhante. Desculpa Nuno, as gambas ao alhinho ficam para o próximo jantar! :)
Ingredientes:
900 grs de amêijoa branca
150 grs de esparguete
2 dentes de alho
2 colheres de sopa de margarina de alho e tomilho
1/2 malagueta grande seca
1 molho de coentros (incluindo os talos)
2 colheres de sopa de licor Beirão
sumo e raspas de 1/2 limão.

Lavar muito bem as amêijoas até retirar toda a areia e escolher as que estão fechadas. Numa caçarola colocar a manteiga o alho, os talos dos coentros e a metade da malagueta finamente cortada. Saltear um pouco e só depois colocar as amêijoas, saltear novamente uns 5 minutos e deitar o licor beirão  deixar evaporar, tapar e ir mexendo até ficarem cozidas, se achar que o molho está a ficar seco deite um pouco de água (eu usei a água do esparguete). Cozer o esparguete como as instruções da embalagem com azeite e sal e quando estiver "al dente" juntar ao preparado das ameijoas e saltear uns 2 minutos e antes de servir colocar os coentros, o resto da malagueta, o sumo e as raspas do limão. Fica um esparguete muito fresco para os dias de calor que teimam e ainda bem em não nos largar.
Receita com inspiração na edição da Jamie Magazine issue 28 que a minha querida amiga  me trouxe das terras de sua majestade.

Bolachas de cacau e amendoim


Ingredientes: (12 bolachas)
150 grs farinha de trigo sem fermento
30 grs de cacau
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher de chá de sal
75 grs de açúcar mascavado escuro
1 ovo
1 colher de sopa de extracto de baunilha caseiro
100grs de amendoim
100 grs de manteiga

Pré-aqueça o forno a 170º. Numa taça misture a farinha, o cacau, o bicarbonato de sódio e o sal. Bata a manteiga e o açúcar numa batedeira, até obter um creme e depois adicione o ovo e o extracto de baunilha e de seguida os ingredientes secos até ficarem bem incorporados. Num almofariz parta grosseiramente os amendoins e adicione à massa.

Extracto de baunilha caseiro
Podem ver no blog da simpática Flora - É o que tem para hoje como se faz o extracto, parece impossível juntar uma bebida tão "potente" e dar resultado, mas dá mesmo! Eu usei 200 ml de vodka e no interior cerca de 8 vagens de baunilha. Nestes dois meses de espera vi num programa de culinária que este extracto pode durar dezenas de anos, e podemos sempre adicionar cada vez mais vodka e vagens de baunilha ao longo do tempo. Dessas mesmas vagens podemos extrair as sementes como é habitual e usar em qualquer receita, não acham o máximo? Obrigada Flora pela partilha.

Retire com a ajuda de uma colher de gelado os 12 pedaços iguais e coloque num tabuleiro forrado com papel vegetal distanciados por 6 cm e não necessita espalhar.

Coza no forno durante 20 min, ou até o palito sair completamente limpo. Retire e deixe repousar durante 4-5 minutos no tabuleiro e depois numa rede até arrefecerem.

Podem servir com uma meia de leite :)

Receita adaptada do livro Na Cozinha com Nigella. Cortei no açúcar, no chocolate e na manteiga...se conhecem a Srª Dona Nigella Lawson sabem bem que ela não liga muito a esses excessos :)

Almoço leve para dois

Hoje trago uma receita de um almoço cá de casa, coisa fácil e leve porque o calor aperta.



Ingredientes:
4 bifanas finas
2 chav. de agrião de água
1/2 endivida
2 colheres de sopa de caju
1 colher de sobremesa de orégãos
sal, azeite e lima
2 bolas de mistura

Molho:
1 colher de mostarda Dijon
5 colheres de sopa de azeite
sal, pimenta de moer
3 colheres de sobremesa de cebolinho picado
raspas de 1 lima

Num recipiente para saladas coloque o agrião, a endívia cortada em rodelas finas e tempere colocar os cajus no final a gosto.



Para o molho, comece por colocar numa tigela a mostarda e pouco a pouco coloque o azeite mexendo bem com um daqueles batedores de claras (nunca sei o nome desse utensílio:) até o molho ficar cremoso, de seguida tempere coloque as raspas da lima e por fim o cebolinho, sirva por cima dos bifes grelhados apenas com sal grosso e com duas bolinhas de pão de mistura colocadas minutos antes no grelhador.

Folhados de requeijão e feijão-verde

Hoje trago uns folhados muito crocantes e leves para os dias de calor, espero que gostem.



Ingredientes: (12 unidades)
120 grs de massa filo
170grs de requeijão light
400 grs de feijão-verde cortado
3 dentes de alho
7 ramas de tomilho fresco
azeite
sal, pimenta moída, mostarda moída
Doce de abóbora e cardamomo q.b.

Cortar a massa filo em quadrados de 10 por 10 cm e comece por montar folha a folha em formas de muffins untadas com azeite, entre de cada folha pincelar com um pouco mais de azeite para colarem melhor.

Cozer o feijão-verde em água durante 5 min, com 2 ramas de tomilho fresco, sal e 1 dente de alho. Depois de cozer, retirar o tomilho, temperar com um fio de azeite e reservar.

Abrir uma embalagem de requeijão light, esmagar com ajuda de um garfo temperar com sal, pimenta, mostarda de moer e tomilho fresco.

Começar por colocar sobre a massa filo o feijão-verde e acabar com o requeijão. Levar ao forno durante 20 min a 180º ou até as pontas da massa ficarem bem douradas.

Lembrei-me já depois de estarem no prato que requeijão sem doce de abóbora não é a mesma coisa.. e lá fui eu em segundos ao frigorífico, acreditem que ficou uma maravilha!