Pasta com creme de pimento


À semelhança deste posthoje trago outra receita que veio das férias do verão. 

No último dia em que jantamos por lá o meu marido pediu um macarrão com creme de pimento, quando chegaram os nossos pratos olho para o dele e pensei - Oh coitado, tão simples que vai já começar a reclamar! Eu, pedi um cacio pepe com gambas e lima (grande dica desta menina) que estava divinal. Confesso que me senti mal ao comparar o prato dele com o meu (vejam aqui do que falo). Assim que começamos a comer ele olha pra mim e diz: Marmita do meu coração (ou se calhar foi só Sandra! Já não me recordo, hihihi) - É a melhor pasta que eu comi nestas férias! 


Provei e confesso que fiquei muito surpreendida, eu até nem sou grande apreciadora de pimento, mas adorei. Logo naquele momento, prometi a mim mesma que assim que chegássemos a casa tentava reproduzir a receita. Entretanto já faz parte do menu cá de casa.

O sabor não é bem igual, creio que o deles era um pouco mais doce, talvez usem natas, não sei. Mas fica muito semelhante e dá para matar as saudades.


Partilho agora convosco a minha adaptação, o que vos posso dizer é que fica um prato muito simples, mas acho que é essa mesma simplicidade que o torna tão especial.

Ingredientes: (6 pessoas)
1 cebola
2 dentes de alho
1 pimento encarnado
250g de pasta Strozzapreti c/ ovo
100g colheres de sopa de queijo quark
sal, pimenta de moer
125ml de água da cozedura
queijo Trentingrana (ou parmesão) q.b.

Coza a pasta, até ficar al dente, em água uma pitada de sal e um fio de azeite. 

Numa panela coloque, uma cebola às rodelas, os dentes de alho, um fio de azeite e refogue até a cebola ficar translúcida. Adicione, partido grosseiramente, o pimento encarnado sem as sementes - retire aquela parte branca do interior que é bastante digesta - eu não retirei a pele exterior. Refogue uns 5 minutos ou até sentir que o pimento já está a ficar mole, caso necessário, adicione um pouco de água (eu usei a água da cozedura da pasta), tempere com sal e pimenta de moer e quando tiver cozinhado, coloque o preparado numa liquidificadora e passe tudo até que fique um liquido, junte o queijo quark e reserve.

Depois a pasta cozida, escorra-a muito bem, mas no momento em que a estiver a escorrer, guarde um pouco da água da cozedura, que podes ser precisa. 


Numa frigideira anti-aderente, coloque o pimento e em lume brando deixe ferver, caso necessário, adicione um pouco da água da cozedura. Junte a pasta, envolva durante uns 2 minutos ao pimento - sem deixar de mexer. Rectifique os temperos e minutos antes de servir, junte o parmesão generosamente. 




21 comentários:

  1. Deve ser uma delicia!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Também não sou grande adepta de pimento a não ser no estado cru, mas acredito em ti e suponho que valerá sempre a pena experimentar...afinal pasta é pasta :D
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Não sou lá muito apreciadora de pimento, mas confesso que precisamente há dois dias atrás comprei um pimento vermelhinho lindo, para fazer uma receita que entretanto me esqueci de onde era! Daaa!
    Na tua receita ele está tão bem disfarçado que talvez caia na tentação :-)
    É que eu... adoro pasta ;-)
    Beijocas
    C

    ResponderEliminar
  4. Eu adoro massas, que excelente sugestão!

    ResponderEliminar
  5. Muito bom! Eu faço um molho parecido, mas com caju triturado em vez de queijo quarck. Também fica divinal!

    ResponderEliminar
  6. Adoro pimentos logo essa maravilhosa massa me agrada
    Seria um almoço perfeito
    bj

    ResponderEliminar
  7. Espetacular. Bem simples e super delicioso com certeza.

    ResponderEliminar
  8. Que delícia! Eu confesso que nao sabia que se encontrava o queijo quark fora da Alemanha. Bom saber, adorei a idéia :)

    ResponderEliminar
  9. estou curiosa, será que no restaurante fumaram ou grelharam os pimentos antes? O meu rapaz adora pasta e eu até tenho uma máquina, vou testar a tua receita.

    bjs

    ResponderEliminar
  10. Vamos lá ver ser o blogger agora é mais bonzinho comigo Sandra... :))...
    Como sabes, adoro comida italiana em geral e massas em particular e o que me fascina na cozinha italiana é especificamente essa simplicidade de que falas, pois o produto é o herói e não o destronam complicando receitas.
    Eu também detestava pimentos até há pouco tempo, especialmente, os pimentos assados à portuguesa e nem lhes tocava e descartava logo receitas que levassem pimentos. Aprendi entretanto que os pimentos vermelhos, laranja e amarelos, não são tão fortes como os verdes e já fiz várias vezes uma sopa de pimento vermelho assado que é uma verdadeira iguaria e um favorito cá de casa e a partir daí, fiquei fã de pimento, mas só dos de cor e continuo a não gostar muito ou nada dos verdes.
    Esta tua reprodução da massa que o teu marmita comeu em Itália está super apetitosa e olha que já lhe espetava o garfo, ou melhor, já me armava em Nigella lambona e dava umas lambidelas nessa colher que pau que está mesmo a pedi-las!!
    Beijinhos,
    Lia.

    ResponderEliminar
  11. nao sou fã de pimentos mas esta massa até me faz querer comê-los :) que bom aspecto :D a culpa é das fotos que são soberbas de lindas :)
    vou ter de ir à margem sul provar esta maravilha, hmm?

    ResponderEliminar
  12. Uma pessoa até perde as palavras...magnifica pasta e com esse creme...ui...
    -
    Diogo Marques
    Blog: A culpa é das bolachas! | Facebook | Instagram
    -

    ResponderEliminar
  13. A delícia das coisas simples.
    Mais uma prova de que não são os ingredientes caros que fazem a receita!

    Adorei as fotos.
    Bj ,
    Amélia

    ResponderEliminar
  14. Eu também não sou muito fã de pimento, até gosto mas tenho dificuldade em digerir.
    Os vermelhos costumam ser menos fortes mas vou sempre com cuidado.
    Fiquei com vontade de provar essa iguaria, pela simplicidade e pelas fotos que apelam aos sentidos, e com esse queijinho todo!

    ResponderEliminar
  15. Mas que receita mais perfeita para quem adora massa, pimentos e tem uma paixão infinita pela cozinha italiana! *.* E depois com estas fotografias... Estão mesmo um espectáculo! Até ficou muito mais apetitosa que a da trattoria :p
    Ai vamos ter que experimentar vamos! :)

    Beijinhos,
    Tiago e Catarina

    ResponderEliminar
  16. Dos meus pratos favoritos, amo tudo o que é pasta e italiano... faço um macarrão muito parecido que todos adoram. Mas vou experimentar a tua versão com pimento vermelho.
    Fiquei rendida com as fotos, que fome!
    Bjinhoos

    ResponderEliminar
  17. Deve ser mesmo ótimo! Nós adoramos massas simples, como essa!
    http://sopasamesa.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  18. Não me admiro que tenham gostado. Faço uma pasta parecida com pimento vermelho assado e até quem não é apreciador de pimento a devora. Realmente o verde é como alguns seres vivos, a aparência exterior engana:-)
    Beijo

    ResponderEliminar
  19. Nunca comi essa massa de pimento lá na trattoria Sandra mas a tua receita está com óptimo aspecto. A próxima vez que lá for vou experimentar.. :)
    Grandes fotos como sempre..
    Beijinho

    ResponderEliminar
  20. Já há algum tempo que quero experimentar esta receita, mas ainda não consegui encontrar o queijo quark... :(
    Consegues dar-me uma dica de algum sítio onde haja à venda? Ou em alternativa, recomendas algum outro queijo que tenha um sabor/textura semelhante e que faça sentido usar em vez do quark?

    Obrigada e parabéns pelo teu blog adorável! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ola Lia, eu compro o queijo quark no Lidl, mas podes substituir por outro queijo creme, há imensas marcas que têm desses queijos até há marca branca continente, beijos e obrigada pela visita!

      Eliminar