Hummus de manga



A fruta na China é muito boa, não digo maravilhosa porque há certo tipo de frutas que não são tão saborosas como em Portugal, comparativamente com as que eu consumia, as da Quinta do Arneiro que tantas saudades tenho. Por exemplo as maçãs e as pêras parecem um pouco sem sabor ou com muita água, não sei se me percebem. Claro que outras em compensação são muito melhores, tais como o abacaxi, a melancia, o maracujá, a dragon fruit e a manga são algumas que estão no meu top de favoritas. A manga aqui é muito doce, sem aqueles fios chatos e está quase sempre madura, eu acho que neste ultimo ano comi mais mangas do que toda a minha vida vivida em Portugal. 

Ao contrario do que todas as pessoas pensam a comida Chinesa que se come nos restaurantes da Europa, nada tem a ver com a que eu como aqui na minha região, o Cantão. Como ainda não fui a outras grandes cidades da China não sei se a comida será realmente diferente, mas pelo que conversei com as pessoas é um pouco tudo do mesmo género. Nos restaurantes em Portugal comemos comida Asiática, por exemplo, eu já tive oportunidade de ir alguns países da Ásia que tinham pratos idênticos aos que se comem em alguns restaurantes em Lisboa. Pratos com fruta fresca e frutos secos na China não é usual usarem na comida tradicional. Claro que se forem a um restaurante Tailandês ou Vietnamita encontram pratos desse tipo, como o famoso pineapple fried rice, os spring rolls frescos ou fritos, os camarões em tempura, tudo pratos que normalmente comia em Portugal. A comida Chinesa é muito dentro do mesmo género, claro que os dumplings são maravilhosos, mas basicamente usam molho de soja em tudo o que mexe. Em breve vou tentar publicar aqui algumas receitas da minha região para vocês perceberem o que estou a falar.

Hoje não trago nada Chinês, trago uma entrada fresca e leve para fazerem como entrada aos vossos amigos. Um hummus frutado que acompanhar umas fatias de pão ou uns vegetais fica maravilhoso, claro que com umas tortilhas fritas também não ficam nada mal :). 


* Entrada para 4 pessoas

Ingredientes:
350 g de grão de bico cozido
350 g de manga madura em pedaços
1 dente de alho
1/2 colher de chá de caril
sal e pimenta q.b.
1/2 sumo de limão
1 colhe de sopa de azeite

Colocar todos os ingredientes num processador de cozinha ou liquidificador e misture bem até obter uma consistência homogênea. Caso a manga não esteja suficiente madura, o hummus poderá ficar com uma consistência um pouco espessa demais, mas basta adicionar uma colher de sopa de água que ficará perfeito.

Para servir pode adicionar mais um pouco de grão de bico, pedacinhos de manga e um fio de azeite. Também gosto de reforçar com uma pitada de pimenta e de caril, mas isso deixo ao vosso critério.

Sirva com pão, tostas, vegetais ou umas belas tortilhas fritas.

* Bom apetite *





Licor de maracujá


Um ano, sim passei um ano sem publicar aqui no blogue. Se pensei que isto alguma vez fosse acontecer, não nunca, mesmo sinceramente! 

Acho que quem me segue por aqui e me conhece sabe que nunca publiquei receitas por obrigação, tinha a minha rotina pensando eu até bastante saudável. Normalmente "criava" as receitas a caminho do emprego, comprava os ingredientes, confeccionava e fotografava sempre aos fins de semana. Depois agendava as receitas para todas as semanas ter uma receita nova a publicar. Começou por ser às quartas e depois era quando calhava, tinha sempre uma média de 10 receitas nos rascunhos do blogue para publicar, assim tinha receitas suficientes para aqueles fins-de-semana em que não conseguia criar novas. Era uma rotina saudável, sem pressão, sem regras, era quando dava e eu sempre adorei que fosse dessa maneira, sempre me deu muito prazer o meu blogue. Claro que no meio das receitas que partilhava, tinha uma ou outra marca que me contactava para trabalharmos em conjunto, mas tudo isto sem pressões e grandes ambições. Normalmente na vida sou super disciplinada com as minhas coisas, sempre fui daquelas pessoas que quando se inscreve num ginásio vai e quando deixa de conseguir ir, cancela. 

Quando soubemos na possibilidade de vir para a China, lembro-me de meu marido me dizer - Já viste agora vais conseguir ter mais tempo para o teu blogue e para fotografar. E entretanto pouco tempo depois engravidei do segundo filho e vim para a China, foi tudo muito rápido e os primeiros meses foram de grande adaptação e pós-parto, que como podem imaginar foi um mix de emoções. Aquele tempo que era suposto ter para o blogue, foi para adaptar a casa às nossas necessidades, passear pela cidade e tirar fotografias ao crescimento da minha mais nova (sim sou das mães que ainda faz álbuns fotográficos) e por fim, descansar, porque ser mãe de dois é dose.

No verão quando fui de férias a Portugal, encontrei-me com o Célio e a Rosa, claro que falámos de blogues, comida e muito mais, lembro-me perfeitamente que antes de ir embora o Célio dizer-me para voltar à minha marmita. Confesso que fiquei com aquilo na cabeça e no regresso pensei várias vezes se deveria ou não voltar, se as pessoas ainda liam blogues, se ainda os consultavam e se me iria sentir bem em voltar depois deste tempo todo de silêncio. 

Na altura do Natal vim aqui ao blogue pesquisar receitas para fazer, por graça, fui às visualizações e vi que mesmo não publicando há tanto tempo, naquele dia (ou seja madrugada em Portugal) tinha tido muitas visualizações de vários países do mundo. Nesse dia revivi muitas das minhas receitas e senti muitas saudades de voltar a fotografar comida. Nesse mesmo dia queria fazer um licor para ter aqui na noite da consoada, como já faria em Portugal alguns anos para a minha família (porque eu não consumo bebidas alcoólicas) e reparei que não tinha receita de nenhum licor, mas como é que é possível? Já fiz licores de tantos sabores e nunca tinha publicado nenhum aqui.

Foi então que dias mais tarde já em 2020 por graça fiz um questionário no meu Instagram e percebi que ainda havia muitas pessoas a gostar de blogues de culinária e com saudades da minha Marmita e voltei, aqui estou eu de volta com a receita do licor que me fez voltar, um licor bem simples que pode ser feito com diversas frutas mas caso não o queiram aromatizar com frutas, podem juntar à calda canela, baunilha, grãos de café, cascas de laranja e limão, que fica igualmente bom.

Se vou continuar muito tempo? Não sei, ficarei com toda certeza até eu me sentir bem.

Um meu obrigada aqueles que por mim esperaram.


* Receita para 1 litro

Ingredientes
700 ml de água
500 g de açúcar branco
4 maracujás maduros
500 ml de bebida branca (ex. bagaço ou vodka)

Numa panela coloque o açúcar com a água e deixe levantar fervura. Ferva durante 10 minutos mexendo de vez enquanto.

Corte os maracujás ao meio, retire a polpa e adicione-a à calda de açúcar, deixe ferver durante mais 10 minutos e deixe arrefecer por completo num frasco grande com tampa hermética.

Depois de arrefecido adicione a bebida branca, em todos os licores que fiz sempre usei bagaço que a minha sogra me dava, infelizmente aqui na China não tenho, por isso, substituí por vodka e quem o provou disse que estava bom. Deixe repousar no frasco num local seco e sem luz direta pelo menos durante  1 mês. Verta para garrafas a gosto.

Sirva num jantar de amigos ou ofereça no Natal.

* Bom apetite *



Folhados veggie com mostarda e coentros



Por aqui o fim de ano está à porta. Na China o fim do ano é a 5 de fevereiro e este ano é o do porco :D, como sou nova no país ainda estou a perceber como é que isto tudo funciona. Mas já dá para ver as ruas todas em tons de encarnado e pequenas arvores de tangerinas por todo o lado. É engraçado ver uma cultura completamente diferente da nossa. Eles também nos acham muita piada, principalmente aos meus filhos, nunca vi um povo que delire tanto com crianças, tudo gira à volta delas! E nem imaginam quantas vezes nos pediram para tirar-mos fotos com eles é muito engraçado.

Para comemorar hoje trago mais uma especialidade Vegetariana com Soja Nobre Vegalia, uns folhados para petiscar durante um jogo de futebol, uma entrada para um jantar ou para uns festejos de um novo ano!

Um bom ano Chinês para todos vocês! 

 
. Receita para 4 pessoas . 

Ingredientes: 
250 g de massa filo 
200 g de Especialidade Vegetariana com Soja Nobre Vegalia 
1 colher de sopa de mostarda Dijon 
1 colher de sopa de agave bio 
1 colher de sopa de coentros frescos 
2 colheres de sopa de água 
sal e pimenta 
1 gema de ovo 
sementes de papoila q.b. 


Molho opcional: 
2 colheres de sopa de maionese e 1/2 colher de sopa de ketchup. 

Estenda a massa filo por cima de um papel de cozinha absorvente molhado, para que esta não seque tão rapidamente. 

Num almofariz ou recipiente que pique pouca quantidade de ingredientes, coloque os coentros, e pique até ficarem uma pasta, adicione a mostarda Dijon, o agave, a água o sal e a pimenta e misture tudo muito bem até ficar um molho bem homogéneo. 

Corte um retângulo de massa filo com 13x30cm. Com a ajuda de um pincel unte a primeira folha com o molho de mostarda e coentros e enrole cada Especialidade Vegetariana com Soja Nobre Vegalia na massa filo, até esta ficar com o formato de um “charuto”. 

Coloque-as num tabuleiro forrado com papel manteiga, pincele cada "charuto" com a gema de ovo e polvilhe com as sementes de papoila. Leve ao forno a 200º (com a ventoinha ligada) durante 15 minutos ou até ficarem bem douradinhas como as da imagem. 

Corte-as em pedaços grosseiros, faça um molho de maionese e ketchup e sirva como snack de verão.




Muffins de ovos com tofú


Se há coisa que sempre adorei fazer foi tomar o pequeno almoço calmamente, mesmo agora com filhos faço sempre questão de me levantar antes e tomar o pequeno almoço antes deles acordarem, claro que não faço uns ovos mexidos, ao domingo gosto de fazer, mas durante a semana não passo sem a minha torradinha e o meu sumo natural. Quando faz mais frio gosto de beber leite, chá só quando estou doente ou ao lanche. Mas quando vou dormir a um hotel não resisto a estes pequenos feijões (das imagens), o meu marido manda sempre vir comigo, porque acha que são super pesados para começar o dia. Mas acreditem se for só um bocadinho, acompanhar uma fatia de bacon crocante e uns ovos mexidos... hmmm até estou a salivar, é maravilhoso!

Hoje trago uma receita para uns desses pequenos almoços lentos, no entanto, podem fazer como uma refeição principal ou lanche. Leva ovos e a especialidade Vegetariana com Tofu Nobre Vegalia como já tem sido habitual ao longo deste mês aqui no blogue.

Até para a semana!


 . Receita para 4 pessoas .

Ingredientes:
250 g de Especialidade Vegetariana com Tofu Nobre Vegalia
2 cebolinhas
2 tomates médios
8 ovos
sal e pimenta
mostarda em grão q.b.
noz moscada q.b.
acompanhar uma salada ou um arroz

Unte uma forma de muffins com óleo em spray (especial bolos) ou pincele com azeite. Pique as cebolinhas, e os tomates sem pele em pedaços muito pequenos e reserve. Pique as Especialidades Vegetarianas com Tofu Nobre Vegalia também em pedaços pequenos e misture ao tomate e à cebolinha. Envolva com ajuda de uma colher de sopa e coloque nas formas dos muffins até metade.

Numa taça bata os ovos com uma vara de arames, tempere com sal, pimenta, mostarda em grão e noz moscada, verta em cada uma das formas até a 1 dedo da superfície da forma e leve ao forno a 180º durante 20 minutos ou até os muffins ficarem bem altos e fofos.

Sirva no pequeno almoço, lanche ou até mesmo numa refeição acompanhar uma salada ou um arroz.




Estufado vegetariano


Esta semana trago uma receita bem quentinha, soube pela minha mãe que em Portugal tem estado bastante frio nestes últimos dias, quando o Inverno começa se há receitas que eu gosto de cozinhar são estufados e pratos no forno.

O tempo aqui na China é estranho, estamos no Inverno mas há dias que não parece. Ontem por exemplo fui à rua de manga curta, hoje já estou de casaco e meias. É engraçado ver que dias como os de hoje em que eu estou agasalhada mas não estou a bater o dente, para os Chineses são dias de muito frio... Andam todos nas motas com uns fatos térmicos que parecem uns edredons e os bebés andam na rua cheios de roupa que até parecem uns esquimós. No entanto os alemães que aqui na minha zona, sentem-se numa primavera constante!

Temperatura à parte, hoje temos um estufado vegetariano como receita semanal, com a especialidade Vegetariana com Soja Nobre Vegaliaespero que gostem e que vos ajude a combater o frio. 
再见 (adeus!)


. Receita para 4 pessoas .

Ingredientes:
3 colheres de sopa de azeite
4 dentes de alho
1 folha de louro
1 tomate grande maduro
360 g de abóbora manteiga
50 ml de cerveja
200 g de caldo de legumes
200 g de Especialidade Vegetariana com Soja Nobre Vegalia
sal, pimenta
1/2 colher de sopa uma especiaria a gosto (usei esta)
260 g de grão cozido


Numa panela bem larga (não precisa de ser muito alta), coloque o azeite e deixe aquecer, junte os dentes de alho laminados, a folha de louro e deixe saltear uns segundos. Junte o tomate sem a pele e cortado em pedaços muito pequenos, saltei durante 2 minutos e junte a abóbora cortada em cubos também pequenos, saltei 1 minuto até a abóbora começar a caramelizar, adicione a cerveja envolva até o álcool evaporar. 

Adicione o caldo de legumes e deixe cozinhar durante pelo menos 15 minutos em lume brando e com a tampa da panela.

Dica para o caldo de legumes: Já alguns anos que não uso caldos em cubo. Normalmente o que faço é ao fazer uma sopa de legumes, coloco um pouco mais de água, cozinho os legumes e antes de a triturar, retiro o caldo em excesso e uso nestes estufados ou em risotos. Normalmente o sal só coloco depois de triturar a sopa.

Depois de cozinhado (a abóbora terá de estar al denti), junte as deliciosas Especialidade Vegetariana com Soja Nobre Vegalia cortadas ao meio para conseguir absorver melhor o sabor do estufado, tempere com sal pimenta e uma especiaria a gosto e sirva com um arroz basmati e uma salada.