Puré de batata e ervas aromáticas

A minha ligação com o puré já existe há muitos anos, lembro-me de ainda ser criança e dizer com muito orgulho que a minha comida preferida era puré. Depois lá vinha o espaguete e as batatas fritas com bife e ovo estrelado, como todas as crianças da minha geração. Raramente comia pizzas e hamburguers, porque naquela época não havia a fast food que há agora e onde havia acabava por ser um pouco longe de onde vivíamos.
Lembro-me de tantas vezes pedir à minha mãe para me fazer puré, do verdadeiro dizia eu, com uma máquina manual à manivela que deixava o puré muito aveludado. Acreditem que até hoje nunca consegui essa atingir consistência. Às vezes para o desenrasca faço puré na Bimby, mas a textura fica sempre um pouco mais liquida, é igualmente saboroso e dá para matar as saudades. Mas a maior parte das vezes faço como o que vos trago hoje, com aquele utensílio manual de esmagar batatas que parece uma colher achatada, onde metade das batatas ficam por esmagar, porque começo a ficar sem paciência e com alguma dor no braço.

Continuo a adorar puré, e agora particularmente adoro o puré mal esmagado, sei que é um puré preguiçoso, mas sabe maravilhosamente bem. Vi uma vez num programa do Jamie Oliver ele a fazer o puré desta maneira e pensei, se o Jamie faz é porque não é vergonhoso levar para a mesa um puré mal esmagado. Et voilá, não dá  muito trabalho e é uma solução rápida para quem não tem cá tempo para dar à manivela como fazia tão bem a minha mãe, disse fazia porque até ela já se rendeu ao esmagador de batata manual.


Deixo-vos a receita é muito rápida e saborosa, adoro o aroma das ervas frescas em quase todos os pratos e neste não é excepção. Antes aromatizei com um pequeno bouquet garni à moda francesa, um dente de alho e o sal d'espelette que eu tanto adoro.

Uma boa semana para todos com ou sem puré, do verdadeiro!



Um agradecimento especial à Le creuset por mais uma bonita panela.

Ingredientes: (6 pessoas)
1kg de batatas
1 dente de alho
100 ml de leite meio gordo
1 ovo
80g de manteiga
1 bouquet garni (3 talos de tomilho limão, 3 talos de coentros, 1 talo de mangericão)
sal d'espelette q.b.
2 colheres de sopa de ervas aromáticas a gosto (usei as mesmas do bouquet)
azeite q.b.

Comece por descascas as batas, colocar na panela e juntar-lhe o bouquet garni preso por uma corda e o sal, adicione o leite e o restante de água até cobrir a panela e leve ao lume até as batatas ficarem bem cozidas.



Retire do lume, escorra a água e esmague grosseiramente com o esmagador de batatas. Adicione um ovo e envolva muito bem, de seguida adicione a manteiga em cubos e volte a envolver.

Se não gostar do sabor do ovo cru, leve ao lume uns minutos com um pouco de leite para não se pegar ao fundo.



Pique as ervas frescas, envolta ao puré, regue com um fio de azeite e sirva com o que mais gostar. Eu confesso que comi a tigela da imagem só assim sem nada antes do almoço (pura gula).

7 comentários:

  1. A textura é das coisas mais importantes na comida - pelo menos para mim. Talvez por isso um puré esmagado seja ainda mais saboroso :)
    Grande beijinho

    ResponderEliminar
  2. Eu amo puré!!!! desde pequenina. E desde que tenho a bimby que faço puré mais vezes mas a verdade é que concordo contigo: fica sempre mais liquido do que era feito pela minha avo, que usava um passe-vite. Durante muito tempo usei o esmagador, mas eu prefiro mesmo um puré macio, sem pedacinhos. Tb tenho o esmagador de batatas (tipo esmagador de alho) que dá um optimo resultado (como faz a minha mãe), mas o melhor puré de todos era o da minha avó.
    Nunca tinha visto colocar ovo no puré, estou maravilhada!

    ResponderEliminar
  3. Acabei de jantar uma salada e este teu puré está a abrir-me o apetite. :) Que óptimo aspecto e consistência.

    ResponderEliminar
  4. Consegues fazer da mais simples receita, a mais simples maravilha...
    Bjs
    C

    ResponderEliminar
  5. Esse puré ficou lindíssimo e deve ter ficado com um sabor espectacular.

    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2015/07/salema-em-crosta-de-sal-com-salada-de.html

    ResponderEliminar
  6. Bom dia Sandra,
    Eu também adoro puré e normalmente uso o passevite para fazer o tal puré macio mas quando quero fazer um puré rápido, uso esse esmagador de que falas e o resultado também é perfeito, pois tanto adoro os purés macios como os "chuncky" como dizem os senhores que sabem do assunto.
    Esta adição das ervas aromáticas é algo que também adoro e estas versões de puré aromatizadas, são o que os irlandeses chamam de colcannon.
    Ficou fantástico e a tua panela nova é LINDA!!!!
    Um beijinho e bom fim de semana,
    Lia

    ResponderEliminar